sexta-feira, 20 de maio de 2011

OS CÃES ADESTRADOS "DOX" E "LYON" DA PM MORTOS EM SERVIÇO SÃO CREMADOS . HONRAS MILITARES NUM ÚLTIMO ADEUS.

AS CINZAS de Dox e Lyon foram levadas para a Galeria de Herois

Os corpos dos cães Dox e Lyon foram cremados na manhã de hoje, 20, no Memorial Pampulha, Bairro Braúnas, próximo ao Jardim Zoológico. Em seguida, as cinzas dos animais foram levadas para a sede da 1ª Companhia de Missões Especiais, à Avenida Coronel Jove Soares Nogueira, 281, Bairro Inconfidentes, Contagem, onde será construída a Galeria de Herois. "Aqui, os nossos amigos ficarão para sempre", disse o comandante da unidade, Major Sacramento.
Policiais Militare em momento solene da homenagem

Por volta das 9h, dezenas de policiais militares, visivelmente emocionados, já estavam a postos no Memorial à espera dos corpos dos cães. Assim que teve início a cremação, era possível detectar lágrimas nos rostos de quase todos os componentes do Canil Metropolitano, que faz parte do Grupamento Ostensivo de Choque, responsável pela operação que prendeu dois dos homens que participaram do assalto e assassinaram os cães a tiros, no último dia 17.


"Foi um dos momentos mais tristes de toda a minha vida. Para mim, ele era como se fosse uma pessoa da família", lamentou o Soldado Maciel, referindo-se ao cão Dox, de quem era condutor e adestrador. Também inconsolável, estava o seu amigo de farda, Soldado Wellis, que tinha em Lyon um amigo inseparável. "Foi uma verdadeira tragédia o que aconteceu. Jamais vou esquecê-lo", acrescentou.

VAI NA FRENTE

Logo após a cerimônia, o Subtenente Edmar, um dos fundadores do canil, disse que a morte de um cão da unidade representa sofrimento para todos os integrantes da 1ª Companhia de Missões Especiais. Ele explicou que, durante as operações de localização de drogas, rebelião em presídios, distúrbios civis e captura de marginais, é o cão que vai na frente, porque ele é bem treinado, é mais rápido e tem o faro apurado.

Para fazer o seu trabalho, o animal passa anos a fio com um dos 25 policiais militares componentes do canil. "Todos eles dedicam um amor incondicional ao seu cão e, em muitos casos, buscam conhecimento em outros locais para dar o melhor que podem para esse dileto amigo", afirma o subtenente.

Para fazer parte da equipe da Rondas Ostensiva com Cães - Rocca, o policial militar precisa ter equilíbrio emocional, porque o cão só desenvolve suas habilidades se o seu condutor for amável e compreensivo. "É desse relacionamento que surge uma grande amizade que dura para toda a vida", garante o policial militar.

MUITO AMIGO

Mais adiante o comandante do Grupamento Ostensivo de Choque, Capitão Paulo Roberto, ressalta que os cães da PM recebem tratamento militar. "Eles fazem ordem unida, usam farda, obedecem ao comando de seu condutor-adestrador e têm direito à aposentadoria. Quando isso ocorrer, eles, normalmente, vão morar na casa de seus condutores, que não abrem mão do amigo de muitos anos."

Uma das atividades mais gratificantes que os cães participam são as apresentações em escolas e eventos especiais, quando fazem a alegria de crianças, adolescentes e até de adultos. Nos encontros, os policiais militares aproveitam para fazer palestras, orientando jovens e adultos sobre o perigo que as drogas e as bebidas alcoólicas representam. "O cão é útil em todos os momentos", observa o Capitão.

O Canil Metropolitana foi criado em 2002 e, de para cá, tem participado de centenas de operações que culminaram com a prisões de assaltantes, traficantes e homicidas. Com duas Roccas - um de diurna e outra noturna -, os policiais militares e seus cães apóiam as outras unidades a desenvolver atividades de prevenção e repressão da criminalidade, contribuindo para a manutenção da segurança pública. (Alexandre França)

10 comentários:

  1. Muito triste este acontecimento. Sinto muito por esta perda irreparavel.

    ResponderExcluir
  2. Sou policial e não treinamos os animais para perdê-los. Todos os dias os cães de captura (Pastores alemães) são nossos companheiros na árdua missão. Inúmeras vezes esses cães são VITORIOSOS, mas como tudo nessa vida, principalmente em nossa profissão, há um riso. Não são cães, são CÃES HERÓIS POLICIAIS. Meu muito obrigado aos dois. PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  3. Bravos companheiros, com certeza cumpriram sua missão.

    ResponderExcluir
  4. É triste a imagem e fico muito emocionado quando leio sobre esses animais que de tão companheiros chegam mesmo a se tornar parte da família, como um membro de fato. São dois heróis que além do trabalho que desempenhavam na polícia, ainda ajudam os policiais a relaxar com suas brincadeiras e companheirismo. Entendo a dor de todos nessa hora. Quem já perdeu um amigo desses, sabe como é difícil a despedida.

    ResponderExcluir
  5. Paulo Henrique Madeira5 de junho de 2011 23:03

    Gostaria de expressar meus sentimentos pela perda dos grandes e fiéis heróis, Dox e Lyon. Tenho 5 cães e conheço o sentimento de união entre o homem e o cão. Desejo muita força para toda a corporação no enfrentamento dessa grande perda. Deus abençoe a todos vocês na incansável luta contra o crime e no adestramento dos novos animais que irão compor a corporação. Tenham a convicção e a certeza do amor que dedicaram ao Lyon e ao Dox e lembrem-se sempre dos bons momentos que dividiram com eles e do carinho recíproco. Emocionei-me muito e chorei ao ver a reportagem no Domingo Espetacular, todavia fiquei feliz em saber que pessoas ainda amam os animais e sentem a perda como se fosse de entes queridos. Muita força a todos e um forte abraço.
    (Obs: Sou militar da reserva da FAB, moro no Rio de Janeiro e tenho 47 anos)

    ResponderExcluir
  6. Eu gostaria de soltar o que tem dentro de mim sobre esses guerreiros hérois e tambem pelos bandidos que os mataram permaneçam muito tempo na cadeia. Estou tão triste, mas Deus sabe o que faz.

    ResponderExcluir
  7. Sou do rio de Janeiro e fiquei muito triste e emocionado com acontecimento, que trabalha com cães, desenvolve um amor puro e incondicional, mesmo sendo policial.
    Admiro muito o trabalho da policia de Minas Gerais, espero que não se deixem abater por este triste acontecimento.
    Tenho orgulho de ser Brasileiro e contar com uma policia muito bem preparada, tenho certeza que quando for à Minas vou ficar seguro.

    Força para todos, e que a luta continue.

    Abs,
    Leandro Moura Alves

    ResponderExcluir
  8. CAROS AMIGOS... SENTIMOS MUITO A PERDA DESTES HERÓIS GUERREIROS
    COMO SUGESTÃO, DEVEMOS ELABORAR TAMBEM COLETES A PROVA DE BALAS PARA ESTES SOLDADOS!

    ResponderExcluir
  9. Gostaria de parabenizar a corporação pela homenagem a esses trabalhadores incansáveis e extremamente fiéis. É triste perder amigos assim, e falo amigos na essência da palavra, porque a amizade de um cão em muito supera a do ser humano normal. Quem tem cachorro sabe o quanto ele vale.

    ResponderExcluir